Defeitos do Tubo Neural

A importância do ácido fólico


O Tubo neural é constituído pelos segmentos do organismo que originam o eixo central do sistema nervoso, na cabeça e coluna vertebral do feto.
O desenvolvimento adequado desta estrutura é fundamental para que o sistema nervoso termine sua formação de modo completo.

O tubo neural é formado por uma dobra de tecido embrionário chamado ectoderma, que se fecha sobre si mesmo entre 21 e 28 dias após a concepção, época em que a maioria das mulheres nem desconfiam de que estão grávidas. Este processo faz com que os feixes nervosos fiquem protegidos dentro da coluna vertebral e dos ossos do crânio.

Em alguns fetos, este fechamento pode acontecer de modo incompleto, permanecendo uma abertura óssea por onde terminações nervosas se exteriorizam, protegidas da ação do líquido amniótico apenas por uma camada de pele ou membrana. Esta alteração da formação normal do feto é chamada de "defeito do fechamento do tubo neural (DTN)", e conhecida popularmente por "espinha bífida".




O defeito do tubo neural pode se apresentar das seguintes formas:


  • Quando a extremidade superior do tubo neural não se fecha, o feto apresenta malformações no cérebro e calota craniana. Estas malformações são conhecidas como anencefalia e encefalocele. A anencefalia pode ser definida como a ausência completa da calota craniana acima do nível dos olhos. Já a encefalocele é caracterizada por defeitos na formação óssea da calota craniana, por onde podem herniar meninge, medula e até mesmo partes do cérebro.




  • Quando a extremidade inferior do tubo neural não se fecha, ocorrem malformações na coluna vertebral, conhecidas como espinha bífida, meningocele ou meningo-mielocele, geralmente localizadas na região lombar e/ou sacral. Além da coluna, o defeito atinge também os músculos e a pele que recobre a coluna. O resultado é a exposição do conteúdo do canal medular ao líquido amniótico e lesões neurológicas em proporção elevada de casos.
    Devido à esta lesão de nervos, pode ocorrer uma paralisia da parte inferior do corpo e perda do controle das funções intestinais e da bexiga, levando a incontinências urinárias e fecais.




A hidrocefalia é outra complicação frequente, decorrente da alteração das pressões de líquido cefalorraquidiano, levando a um acúmulo do líquido no interior do cérebro.

O evento "espinha bífida" pode ocorrer em qualquer família, independente do passado de problemas congênitos. Qualquer gestante carrega um risco aproximado de 1:1.000 de desenvolver o problema durante uma gravidez.
A redução da incidência dos defeitos do fechamento do tubo neural pode ser conseguida através da ingestão de suplementos vitamínicos no período pré-natal. Estudos científicos mostraram que a ingestão de folato (ácido fólico) no período pré-concepcional), por três meses, até o final do período de fechamento do tubo neural, é capaz de reduzir significativamente a incidência da doença.

O ácido fólico é uma vitamina que faz parte do complexo B. É um composto necessário tanto para a síntese de ácidos nucléicos (e, portanto, para a fabricação de proteínas e formação dos tecidos do corpo), como para a formação da molécula de hemoglobina (contida nos glóbulos vermelhos do sangue e, essencialmente, a molécula que transporta o oxigênio e gás carbônico nos tecidos).
O ácido fólico pode ser encontrado em muitos alimentos e também em forma de comprimidos.
Embora boas fontes de ácido fólico sejam os grãos (pão de trigo integral, por exemplo), os vegetais verde escuros, como espinafre e brócolis, as carnes (em especial o fígado), a cenoura, o aspargo, o feijão e a lentilha, a gema de ovo, sucos e frutas cítricas e etc, uma dieta alimentar com estes alimentos, que proporciona cerca 0,1 mg de ácido fólico por dia, é relativamente ineficaz para aumentar os níveis de folato nos glóbulos vermelhos. Assim sendo, é necessário que toda mulher aumente seus níveis de folato quando planeja uma gravidez ou quando está em idade fértil, quando utiliza medicações que interferem com os níveis de folato no organismo (por exemplo, anticonvulsivantes), se tiver diabetes ou epilepsia, se houver história de defeitos do tubo neural em sua família, ou se ela já teve uma gravidez afetada por um defeito no tubo neural.
Para todas as mulheres, a dose recomendada é de no mínimo 4 mg de ácido fólico, na forma de suplemento vitamínico, por dia.

 
 
 

 
 

 

 

 

Site atualizado em
27 de Setembro de 2014

Visitas Únicas:      14.052.520
Hits:               1.051.410.055
Pageviews:         232.668.524
Hyperlinks na Net:     142.182
Usuários Cadastrados: 37.320

 
 
 
 
 
 
 
 

 


© Copyright 2000-2014, Planeta Bebê - Todos os direitos reservados

É expressamente proibida a cópia e/ou divulgação total ou parcial do conteúdo deste site em quaisquer meios de comunicação, mesmo que a fonte seja citada.
Todo o conteúdo deste site é protegido pelas leis de direitos autorais. A violação destes direitos constitui crime e é passí­vel de ações judiciais.
Se você deseja publicar parte de algum conteúdo deste site, por favor, entre em contato com nossa redação através do e-mail redacao@planetabebe.com.br.
Fazer cópia é desleal. Seja Ético!

Este site foi desenvolvido apenas com propósitos educacionais e orientadores, portanto não pretende, em hipótese alguma, substituir uma consulta médica ou aconselhamento de um profissional de saúde qualificado. Se você ou seu filho estiver com algum problema de saúde, procure um médico de sua confiança.

Por favor, leia os Termos de Uso antes de utilizar este site. A utilização deste site indica seu total acordo com os Termos de Uso.


Anuncie no Planeta Bebê - Quem somos - Política de Privacidade - Termos de Uso
 
Powered by - Casa das Reformas
www.casadasreformas.com.br

Melhor visualizado com FireFox e Google Chrome