Estudo Morfológico Fetal

Avaliando a anatomia do bebê



O estudo morfológico fetal, que é feito através de um ultra-som, representa um momento extremamente importante para o diagnóstico de anormalidades no desenvolvimento do bebê. O exame permite avaliar toda a anatomia interna e externa do feto em desenvolvimento e deve ser realizado preferencialmente entre a 18ª e a 24ª semanas de gestação. Neste período, todos os órgãos fetais já estão formados, e apresentam algum grau de função, ainda que não permita uma sobrevivência fora do útero.


O desenvolvimento normal do feto depende de uma grande diversidade de fatores, chamados intrínsecos, quando são determinados pelo próprio bebê, ou extrínsecos, quando o fator não está presente no seu organismo.
Como exemplo de fator intrínseco, a carga genética herdada dos pais determina o tamanho e peso da criança, mas estas características dependem de fatores externos, como uma alimentação adequada.
Como fator extrínseco necessário, colocamos todos os nutrientes e oxigênio que o feto utiliza do organismo materno através da placenta.


Estes fatores podem também ser negativos. Uma herança genética que carrega uma doença grave ou a passagem de medicamentos teratogênicos (que provocam malformações) pela placenta podem comprometer o desenvolvimento adequado.


Por ser mais detalhado, este exame é mais demorado que os outros, pois são verificados: o número de fetos, a localização da placenta, a medida do colo uterino e toda a Morfologia Fetal (Pólo Cefálico, Cérebro, Face, Coluna, Nuca, Tórax, Coração, Abdômen, Aparelho Genito-Urinário, Extremidades, etc).


Como dito anteriormente, o exame morfológico deve ser realizado, de preferência, no período entre a 18ª e a 24ª semanas, mas a tendência atual é a realização de uma outra avaliação preliminar da estrutura fetal durante a realização da translucência nucal, no período entre a 11ª e a 14ª semanas.


Quando realizado no período entre a 11ª e a 14ª semanas, a via de acesso é preferencialmente via transvaginal, podendo ser eventualmente por via transabdominal. Quando realizado no período entre a 18ª e a 24ª semanas, a via de acesso é transabdominal, mas para a avaliação do colo uterino o exame é feito via transvaginal.

Dependendo da fase em que é realizado, também são identificados os seguintes parâmetros:

- Quando realizado no período entre a 11ª e a 14ª semanas, é feita a identificação e a avaliação do saco gestacional, a principal datação da gestação (que será utilizada como referência para toda a gestação) e o comprimento do feto (CCN - Cabeça-Nádegas).

- Quando realizado no período entre a 18ª e 24ª semanas, é realizada a Avaliação do Volume de Líquido Amniótico e do Grau Placentário e, na Morfologia Fetal, é analisado também o Trato Gastro-intestinal e a Atividade e Ritmo Cardíaco.


Enfim, o estudo morfológico cuida de avaliar, através da ultra-sonografia, todos os marcadores pré-natais de malformação fetal. Quando algum destes marcadores é encontrado, usualmente o ultra-sonografista encaminha a grávida para avaliação em Medicina Fetal. Este especialista realizará um estudo morfológico terciário, que fará uma correlação das anormalidades encontradas com outras existentes em doenças e síndromes pré-natais, buscando os marcadores menores ou mais sutis de anormalidade.
Como se vê, a realização de um estudo morfológico adequado é fundamental para o reconhecimento precoce de anormalidades, em uma fase da gravidez onde medidas de tratamento ainda podem ser tomadas.


Mais raramente, doenças fetais podem ocorrer após a 24ª semana, e um estudo morfológico terciário está indicado a qualquer momento do diagnóstico de uma anormalidade no bebê.


Veja abaixo algumas fotos retiradas durante a realização de um Estudo Morfológico Fetal:






Matéria atualizada em 30 de maio de 2010

 
 
 
 
 

 
 

 

 

 

Site atualizado em
07 de Abril de 2014

Visitas Únicas:      13.403.914
Hits:                  996.786.570
Pageviews:         222.607.281
Hyperlinks na Net:     191.090
Usuários Cadastrados: 37.084

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 


© Copyright 2000-2014, Planeta Bebê - Todos os direitos reservados

É expressamente proibida a cópia e/ou divulgação total ou parcial do conteúdo deste site em quaisquer meios de comunicação, mesmo que a fonte seja citada.
Todo o conteúdo deste site é protegido pelas leis de direitos autorais. A violação destes direitos constitui crime e é passí­vel de ações judiciais.
Se você deseja publicar parte de algum conteúdo deste site, por favor, entre em contato com nossa redação através do e-mail redacao@planetabebe.com.br.
Fazer cópia é desleal. Seja Ético!

Este site foi desenvolvido apenas com propósitos educacionais e orientadores, portanto não pretende, em hipótese alguma, substituir uma consulta médica ou aconselhamento de um profissional de saúde qualificado. Se você ou seu filho estiver com algum problema de saúde, procure um médico de sua confiança.

Por favor, leia os Termos de Uso antes de utilizar este site. A utilização deste site indica seu total acordo com os Termos de Uso.


Anuncie no Planeta Bebê - Quem somos - Política de Privacidade - Termos de Uso
 
Powered by - Casa das Reformas
www.casadasreformas.com.br

Melhor visualizado com FireFox e Google Chrome